Portal da Propaganda www.portaldapropaganda.com

índice Geral

  • A TRANSFORMAÇÃO DO MERCADO DE TRABALHO PELA MULHER / Marketing09/12/2014 22:07 Durante muitas gerações, tudo o que se esperava de uma mulher era que ela ficasse em casa e cuidasse do lar. Trabalhar fora era sinal de extrema pobreza e condição inaceitável aos olhos da família. Ao longo da história, a transformação desse ideal corresponde a uma das principais evoluções da sociedade moderna.

 Dos anos 70 para cá, a diferença é gritante, as mulheres ganharam força e poder econômico, tornaram-se responsáveis por transformações culturais e mercadológicas, desempenhando as mais diversas atividades profissionais e diluindo o preconceito.


    SE HÁ LUTA NOS BASTIDORES E NÃO APENAS NOS CAMPOS DE BATALHA, A VITÓRIA É DOBRADA OU, AO CONTRÁRIO, POR ENCARNAR A DIVISÃO DE LADOS, A VITÓRIA SE CONCRETIZA MINIMIZADA? QUANTAS MULHERES BRASILEIRAS TÊM CONDIÇÕES DE RESPONDER ESTA QUESTÃO? QUANTOS HOMENS BRASILEIROS TÊM INTERESSE NELA, NESTA QUESTÃO, E NA VITÓRIA FEMININA TANTO NOS BASTIDORES COMO NOS CAMPOS DE BATALHA?
    Mas, o que aconteceu no decorrer dessa longa e sofrida história para que se operasse tal transformação? A conquista do mercado de trabalho representou para a mulher um extenso percurso de suor e vitórias, e a evolução histórica de suas profissões e atividades talvez possa esclarecer melhor os bastidores dessa luta.
    (...) Ver matéria
  • É MOMENTO DE REFLETIR SOBRE NOSSAS ESCOLHAS / Promoção09/12/2014 21:21 “O tempo é a única riqueza que é distribuída igualmente por todos os homens.”
    Saint-John Perse


    Certa vez uma mulher saiu para um passeio e enquanto caminhava pela floresta carregando seu filho no colo, se preocupou ao notar que não se lembrava mais do caminho de volta. Além disso, a fome e a sede já incomodavam bastante. Neste instante, ela se deparou com uma caverna mágica de onde saía uma voz que dizia: “Entre, seja bem-vinda! Esta caverna é mágica, aqui dentro há maravilhas. Tudo que há de bom neste mundo pode-se encontrar aqui”. A mulher ficou interessada e, adentrando na caverna, ficou boquiaberta com tantas coisas que viu e perguntou: “Posso pegar tudo o que eu quiser”? E escutou a resposta que dizia: “Sim, você pode pegar o que conseguir levar para fora da caverna, mas preste atenção: você só terá cinco minutos. Ao findar esse tempo, a porta fechará e nunca mais abrirá”.
    SE O VERDADEIRO SUCESSO É SER FELIZ, COMO DEVEMOS PROCEDER DIANTE DE UM SER HUMANO PARA QUEM A FELICIDADE SE RESTRINGE AO ACÚMULO INDIVIDUAL – E EGOCÊNTRICO – DE RIQUEZAS E PODER? COMO PROCEDER DIANTE DO SER QUE, PARA SER FELIZ, TEM DE PRESENCIAR A INFELICIDADE DE MUITOS? SE O VERDADEIRO SUCESSO DAS NAÇÕES É ELAS SEREM FORMADAS POR POR POVOS FELIZES, COMO PROCEDER DIANTE DE UM POVO PARA O QUAL A FELICIDADE É A RIQUEZA E A ESTABILIDADE ECONÔMICA CONQUISTADAS PELA SUBJUGAÇÃO DE COMUNIDADES INTEIRAS? SE O VERDADEIRO SUCESSO É SER FELIZ, COMO, QUANDO E ONDE DEVEMOS PROCURAR PELO VERDADEIRO CONCEITO DE FELICIDADE?
    É evidente que precisamos trabalhar, ultrapassar as metas, superar desafios e promover nosso crescimento profissional, mas não devemos perder o foco e esquecer as pessoas que amamos. É necessário termos em mente o tempo que reservamos ao que é, de fato, importante para nós e buscarmos continuamente o equilíbrio. Afinal, a virtude está no caminho do meio e o verdadeiro sucesso é ser feliz.
    (...) Ver matéria
  • ABEP APRESENTA CRITÉRIO BRASIL 2015 / Comunicação08/12/2014 14:13 A Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (Abep) apresenta o Novo Critério de Classificação Econômica Brasil, que passará a ser aplicado a partir de 1º de janeiro de 2015. Dentre as principais diferenças para o critério utilizado atualmente, estão a substituição da renda declarada por variáveis indicadoras de renda permanente e o uso da Pesquisa de Orçamentos Familiares do IBGE que amplia a abrangência da ferramenta. O novo Critério Brasil identifica de forma mais realista o potencial de consumo dos lares no Brasil.
    A NOVA RERA DE CLASSIFICAÇÃO DIVIDE A POPULAÇÃO BRASILEIRA EM SEIS ESTRATOS SOCIOECONÔMICOS: A, B1, B2, C1, C2 e DE
    O novo modelo foi formulado pelos professores brasileiros Wagner Kamakura (Rice University) e José Afonso Mazzon (FEA-USP). Para o seu desenvolvimento foram usadas 35 variáveis indicadoras de renda permanente (como educação, condições de moradia, acesso a serviços públicos, posse de bens duráveis a composição familiar, o porte dos municípios e a região onde estão localizados como parâmetros fundamentais para a segmentação e comparação entre os padrões de consumo dos brasileiros.) que permitiram a segmentação dos domicílios brasileiros em estratos e o posterior estudo da relação entre nível sócio-econômico e potencial de consumo dos domicílios em relação a 20 categorias de produtos e serviços (dentre elas, alimentação no domicílio e fora de casa, artigos de limpeza, vestuário e saúde e medicamentos).
    (...) Ver matéria
  • A SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA, O NATAL E A SOLIDÃO / Mídia08/12/2014 12:28 O Natal já está aí e a mídia – social ou tradicional – insiste em nos lembrar que é tempo de celebrar e oferecer um mimo para quem queremos bem. Ou seja: é hora de comprar presente e gastar dinheiro. E, convenhamos: há poucas coisas que nos dão tanta satisfação quanto voltar pra casa cheio de sacolas. Mas você sabe por quê? Simplesmente porque o ato de comprar libera em nosso organismo uma substância produzida pelo cérebro – a dopamina –, também conhecida como “a droga do prazer”. Assim, consumir provoca uma onda de dopamina, nos invadindo de sensações prazerosas como o poder, a segurança e o sentimento de estar no “controle” (mesmo sem, na verdade, estarmos). Afinal, é sabido que não comandamos nada: o mundo é imprevisível e o futuro, incerto.


    – QUEM RI POR ÚLTIMO SEMPRE RI MELHOR MESMO? NÃO É MAIS GOSTOSO RIRMOS JUNTOS?
    – HAHAHA.... VAMOS RINDO, MAS SEM PERDER O CONTROLE...
    – POR QUE? QUE MAL HÁ EM PERDER O CONTROLE DAS PRÓPRIAS RISADAS, SOZINHO OU EM GRUPO?
    – O MAL ESTÁ NA VISÃO DE QUEM SE JULGA PLENO CONHECEDOR DO BEM, CONTUDO, A PERDA DE CONTROLE O COLOCA, SEMPRE, À MERCE DE OUTRÉM.
    – SE ESTAMOS TODOS RINDO... O TREM SEGUIRÁ. VAI DESCARRILHAR SOMENTE PORQUE TODOS ESTÃO A RELAXAR?
    – AQUELA ÁGUA TRANSBORDOU?
    – NÃO. E ESTAVAM TODOS A APRECIAR A PAISAGEM-VISÃO DAS PONTES FEITAS CACHOEIRAS. É PECADO TRANSBORDAR ÁGUAS EM PARIS?
    – O PECADO ESTÁ NA VISÃO DE QUEM SE JULGA PLENO CONHECEDOR DA HUMANIDADE, CONTUDO, A TRANSGRESSÃO O COLOCA SEMPRE À MERCÊ DAS LEIS.
    – É SUFICIENTE RESPEITAR AS LEIS NATURAIS?
    – LEIS QUE NÃO SÃO NATURAIS E QUE NÃO SE APLIQUEM COM NATURALIDADE PROVOCAM, EM VEZ DE RISADAS E SORRISOS, A RIGIDEZ, NÃO TENDO VALIDADE HUMANITÁRIA NUM MUNDO DE VERDADEIRAS AMIZADES.
    – COMO PLANEJAR O FUTURO DAS NOSSAS RISADAS SEM PERDA DE CONTROLE E SEM TRANSGRESSÃO?
    – RINDO HOJE O QUE TU NÃO PODES DEIXAR PARA RIR AMANHÃ E, NA DÚVIDA, DANDO A OUTRÉM O QUE LHE É DE DIREITO PARA QUE NÃO LHE FALTE O DIREITO DE TRANSFORMAR PONTES EM CACHOEIRAS PARA NELAS MERGULHAR COM SUA MENTE NOS BONS MOMENTOS DE LAVAR ALMAS.

    Apesar da sensação de “viver a vida intensamente” que esse consumo forçado nos dá, em especial no fim do ano, as incertezas sobre o amanhã geram angústia. Vamos ter água no ano que vem? A inflação vai aumentar e pesar no cotidiano? O custo da energia vai subir muito? Tudo isso hoje é quase imprevisível. Este “flutuar pela vida sem pouso certo e em alta velocidade” é característico dos novos tempos. Eu costumo brincar dizendo que estamos todos em uma montanha russa dentro de um trem fantasma. Acho que é uma frase que traduz bem a sociedade do hiperconsumo.

 Dessa forma, estimulados por uma sociedade que diz, o tempo todo, “viva o dia, não deixe para curtir no futuro porque ele é incerto”, saímos feito loucos obedecendo cegamente ao “espírito de Natal”. Até o Papa aparece na TV dizendo para vivermos com intensidade o presente! Ora, se até ele autoriza o “presentismo”, o que há de errado nisso, então? Aparentemente nada, porque, mesmo sabendo de tudo isso, entramos nessa roda viva e dizemos para nós mesmos (tentando nos livrar da culpa e do egoísmo): “Não estou comprando para mim, então tudo bem”. Talvez porque esse ato de presentear com data marcada também seja uma forma de nos sentirmos mais perto das pessoas. Afinal, vivemos em uma sociedade sem tempo para os amigos. As agendas estão lotadas de compromissos e não deixam brechas para um encontro real e presencial, sem pressa, para rir um bocado e relaxar.


    (...) Ver matéria
  • AS MULHERES DE TI / Netmarketing03/12/2014 15:59 O mercado vem demonstrando importantes mudanças de parâmetros na questão de redução na desigualdade de gêneros na profissão. Antes pequena e restrita a algumas funções, a presença das mulheres em cargos de gestão e, inclusive, à frente de importantes projetos já é uma realidade que veio para ficar. Pesquisa do Sebrae, por exemplo, aponta que elas representam 52% dos novos negócios abertos no País. Há dez anos, esse número era inferior a 30%.

A força do empreendedorismo feminino alcançou até mercados antes liderados pelo público masculino, como é o caso da área de Tecnologia da Informação. Hoje, segundo pesquisas de mercado, as mulheres representam aproximadamente 20% do total de trabalhadores do segmento.
    A FORTE DETERMINAÇÃO PARA TRANSCENDER LIMITAÇÕES, VENCER DESAFIOS QUE LEVEM A RECONHECIMENTOS, CONQUISTAR INDEPENDÊNCIA FINANCEIRA E EVIDÊNCIA DAS MULHERES BRASILEIRAS CHEGA A DAR INVEJA NOS HOMENS – NÃO APENAS NOS BRASILEIROS. ISSO É BOM OU RUIM PARA O PAÍS?
    Com um crescimento acelerado nos últimos anos, o setor demanda profissionais cada vez mais especializados e aptos a enfrentar a alta competitividade e as constantes mudanças do mundo moderno. Nesse contexto, líderes femininas têm se sobressaído, principalmente por trazer características como flexibilidade, sensibilidade e poder de diálogo aos processos de gestão das companhias. Além disso, a mulher possui uma forte determinação em transcender suas limitações e se projetar em desafios que lhe dão reconhecimento, independência financeira e evidência, o que colabora para um maior sucesso em cargos de liderança. Ver matéria
  • AINDA É VÁLIDO FAZER AÇÕES DE MARKETING COM ENVIO DE CARTÕES E PRESENTES NO FINAL DO ANO? / Marketing01/12/2014 21:37 Com foco em relacionamento e fidelização de clientes e funcionários, muitas empresas ainda presenteiam brindes com cartões, entre outras coisas, no final de ano. Mas, será que isto ainda é usual e funcional? Se depender das solicitações feitas às gráficas entre outubro e janeiro, que têm o trabalho dobrado, muitas empresas de pequeno e médio porte ainda veem bons resultados neste trabalho que busca manter o negócio aquecido no próximo ano.
    UM BRINDE PODE SER INESQUECÍVEL? ELE JÁ ACONTECEU NA SUA VIDA? VOCÊ JÁ O PROPORCIONOU A ALGUÉM? CUIDADO PARA NÃO PERDER A HORA DE LEMBRAR E SE FAZER LEMBRADO PORQUE... A FILA ANDA
    O brinde pode ter várias funções dentro da estratégia promocional de uma empresa, como fidelizar e trazer à memória a lembrança da marca ao público-alvo; é também uma forma de agradecimento e reconhecimento ao bom relacionamento comercial mantido durante o ano que se encerra e pode facilitar um contato inicial com um eventual novo cliente em potencial.
    (...) Ver matéria
  • DOIS FOFÍSSIMOS, RODRIGO LOMBARDI E DANI SUZUKI, VIRAM “EMOTICONS” EM NOVA CAMPANHA DA TIM / Comunicação01/12/2014 14:59 A TIM veicula a campanha de lançamento do plano Controle WhatsApp, com conceito criativo e estratégia de mídia idealizados pela WMcCann. O esforço publicitário apresenta os atores Rodrigo Lombardi e Dani Suzuki em versões “emoticons”, contando a novidade para o público de “dentro do aplicativo”.
    SAIR POR QUE? POR QUE SAIR? CLICANDO A GENTE TAMBÉM ABRE MUITAS PORTAS...
    

“Com o Controle WhatsApp, não saio mais daqui”, informa o desenho da atriz durante a conversa com Lombardi, que aparece em trocas de balões do serviço de mensagem mais utilizado do Brasil. Eles apresentam o novo plano da TIM, que permite ao cliente enviar mensagens, fotos e vídeos por WhatsApp de forma ilimitada, sem descontar nada da sua franquia de dados. Além disso, os usuários contam com 300 MB de internet, torpedos ilimitados para qualquer operadora e R$10,00 em créditos para usar como quiser, inclusive com ligações.

 A campanha contempla filme com versões de 30” e 10”, vinhetas, spot de rádio, mídia impressa e exterior.
    (...) Ver matéria
  |    1    |  

Busca avançada

ARQUIVO

2014
2013 2013


BuscaRápida

Esqueci! Cadastre-se
© 2002- Revista About e Portal da Propaganda
Redação, Administração, Publicidade, Circulação e Prêmios - R. Cardoso de Almeida 788, 11º andar, cj. 112/113 - Perdizes - CEP 05013-001
São Paulo - SP - Tel. (11) 3675-9065