Portal da Propaganda www.portaldapropaganda.com

Gravitação

25/02/2014 14:32CARNAVAL LÍQUIDOAs cores, os excessos, os sons, as interações do Carnaval são tão intensas que é fácil se inebriar e ficar apenas na superfície. E, dessa forma, sobram corpos expostos, visões polarizantes, falsos moralismos e faltam dimensões mais humanas sobre essa festa secular.

 A força do coletiva é tanta que a visão da massa de um todo homogêneo acaba se sobrepondo e criando uma visão estereotipada. A tônica do Carnaval, no entanto, é cheia de contrastes: a muita música se mescla com a pouca roupa, com o muito suor, com o pouco sono, com a muita alegria, com a pouca censura.


ERA UMA VEZ UM CARNAVAL GERAL, QUANDO TODO DIA ERA DIA DE FOLIA PRA QUEM ANDAVA NAS RUAS, DE UM LADO PRO OUTRO, FAZENDO TROÇA DOS BOBOS. QUEM ERAM OS BOBOS? OS MANCOS, OS SEM DENTES, OS SEM FALA, OS SEM PERNAS, OS SEM OSSOS, OS SEM PAIS, OS SEM MÃES, OS SEM TRABALHO, OS SEM COMIDA, OS SEM SERPENTINAS E CONFETES PARA FESTEJAR A VIDA SEVERINA. TUDO LÁ ATRÁS DA IGREJA PRO SEU PADRE BERRAR: "QUE CARNAVAL É ESSE AQUI"? CORRIAM TODOS, ATÉ OS SACIS.
ERA UMA VEZ UM CARNAVAL FENOMENAL, QUANDO O BRASIL FEZ DO POVO DEBAIXO DAS PONTES, DOS CANTOS, DAS ESTRADAS, DOS MORROS, DOS RIOS, REIS E RAINHAS PRA COMEMORAR, MESMO POR POUCOS DIAS, A CONSCIÊNCIA DO QUERER SER BOBO... MAS FELIZ, SENDO SEMPRE MAIS BOBO QUEM? QUEM ME DIZ
, QUEM ME DIZ, QUEM ME DIZ...
Se voltarmos no tempo, vamos descobrir que o Carnaval tem um viés religioso e libertário, antecedendo os 40 dias da Quaresma. Época festiva e mais permissiva, dentro do tolerável, para preparar o corpo e o espírito para a privação em seguida. Tanto que uma das possibilidades interpretativas para a etimologia da palavra é "carne vale" (adeus carne) ou de "carne levamen" (supressão da carne).

 Retornando ao século XXI e à sociedade pós-moderna, que se delineia frente ao esmaecimento das organizações reguladoras como o Estado, a Igreja e a família e mais livre e sinestésica per se, qual o real valor do Carnaval? Na sociedade que já convive com os excessos dos mais variados possíveis, o que, efetivamente, sobra para o Carnaval?
(...)

ARQUIVO

2014
2013 2013

BuscaRápida

Esqueci! Cadastre-se
© 2002- Revista About e Portal da Propaganda
Redação, Administração, Publicidade, Circulação e Prêmios - R. Cardoso de Almeida 788, 11º andar, cj. 112/113 - Perdizes - CEP 05013-001
São Paulo - SP - Tel. (11) 3675-9065